02 julho 2013

Resenha: "Como eu era antes de você"


Foto : Just Carol 


Olá pessoal, esse é o meu primeiro post aqui no Dúvida Cruel e para começar bem falarei do livro “Como eu era antes de você”, de Jojo Moyes. Quando me disseram para lê-lo, eu achei que seria mais um livro clichê de uma linda história de amor. Realmente é uma linda história de amor, mas não é nem um pouco clichê.
Louisa Clark é uma mulher de 26 anos que mora com seus pais, seu avô que acabara de sofrer um derrame e necessitava de cuidados constantes, sua irmã mais nova que já era mãe solteira e seu sobrinho numa cidade do interior da Inglaterra. Ela namora Patrick há 6 anos e trabalhava num café também há 6 anos, até que o dono do café decidiu fechá-lo e Lou viu-se desempregada e sem poder ajudar com as despesas em casa. Então ela foi procurar outro emprego, mas como não tinha muitas qualificações o único emprego que conseguiu foi de cuidadora de um tetraplégico, Will Traynor.
Will era muito bonito, rico, inteligente e mal-humorado. Antes de ser atropelado por uma moto e ficar tetraplégico ele era CEO numa empresa em Londres, tinha uma namorada linda e levava uma vida agitada, fazendo alguns esportes radicais, enfim tinha uma vida perfeita. Após o acidente ele ficou mal-humorado e agressivo, pois não aceitava ficar preso a uma cadeira de rodas e depender de alguém para tudo.
Quando a mãe de Will, Sra. Traynor, contratou Lou, Will era sempre grosso com ela. Com o tempo ele foi tratando ela um pouco melhor até que eles começaram a conversar mais e até riam juntos, coisa que ele não fazia há tempos. Louisa então descobriu que um pouco antes de ser contratada Will tentara se matar e depois convencera seus pais a deixá-lo ir para a clínica Dignitas, na Suíça, uma clínica onde as pessoas iam para morrer, dali 6 meses. Ela ficou apavorada e começou a fazer de tudo para tentar fazer com que Will desistisse de ir para lá. Eles começaram a sair mais e um foi transformando a vida do outro de um jeito que eles nunca esperavam.
Será que mesmo depois de tudo que fizeram juntos, Will irá querer ir para o Dignitas? Será que nem o amor que sentem um pelo outro o fará mudar de ideia?
Esse livro é muito gostoso de ler por causa da linguagem fácil, e mesmo tendo partes muito descritivas ele não se torna uma leitura maçante. Ele nos faz enxergar a vida de um outro modo, nos faz pensar em coisas que até então nunca havíamos pensado. Enquanto eu lia-o, chorei muito (embora eu chore muito fácil haha, garanto que vocês também se emocionarão).
O livro traz um assunto bem polêmico: o direito de uma pessoa decidir morrer. Confesso que fiquei bem chocada quando procurei se a clínica Dignitas existia de verdade e descobri que SIM, ELA EXISTE! Mas depois que terminei de ler o livro, fiquei imaginando se isso é tão errado assim.
Enfim, eu suuuuper recomendo essa leitura. E estou louca pra ler o outro livro da autora “A última carta de amor”. Se vocês quiserem a resenha desse livro também, pode pedir aí nos comentários. Beeijos à todos.
Postado por Stefany Pereira às 15:56
Comentários
6 Comentários

6 comentários:

Amei a resenha *-* Estou louca para ler esse livro faz um tempo!
vestindo-ideias.blogspot.com.br
Eu tenho esse livro. o/
Mas não tava afim de ler, porque como você eu imaginei uma história bem clichê. Depois dessa resenha,fiquei com vontade de ler. (:
Valeu.
:*

http://meualecrimdourado.blogspot.com.br/
Bora ler esse livro que eu fiquei ansiosa!
Bjão!

chocolatenacereja.blogspot.com
CARLA WOLF, que bom que você gostou. Então corra ler, não perca tempo hahaha... Beeijos
LORIE ESTEVAM, aproveite que você tem o livro e leia-o rapidinho. Beeijos.
MIRELA F. DE SOUZA, Bora lá entao haha, tenho certeza que você vai adorar. Beijão!!!

Postar um comentário

Olá, é um grande prazer ter você aqui no blog, fique a vontade. Deixe o link do seu blog para que eu também possa visitá-lo ,mas evite mensagens (seguindo,segue de volta) Beeijos ♥

PageRank